NOTÍCIAS

27/06/2019
Produção do algodão atingirá novo recorde em MS
Ao fim da semeadura de algodão na safra 2018/2019, produção de algodão em pluma deve atingir 71 mil toneladas

     A eficiência do produtor rural está elevando a produção no Estado. A expectativa da Ampasul (Associação Sul-Mato-grossense dos Produtores de Algodão) é de que a área, 25% maior do que a safra passada, acumule produção de 71 mil toneladas do algodão em pluma, volume superior ao último recorde, atingido no ciclo 2017/2018, quando fecharam  58 mil toneladas da pluma.

     A área no ciclo passado foi de 30.400 hectares, enquanto que neste ano o algodão ocupou 37.900 hectares em MS. “O avanço se deve ao plantio consorciado, avançando em áreas antes dedicada a outras culturas, como soja, milho e pastagem. O emprego de tecnologias e o empenho do produtor rural também são diferenciais no setor”, relata o diretor executivo da Ampasul, Adão Hoffmann.

     Os números dizem respeito às duas regiões que se dedicam à cultura, Centro-Sul e Centro Norte, sendo Chapadão do Sul e Costa Rica os municípios que mais se destacam na atividade. A colheita na região Centro-Sul está finalizada (safra), já no Centro-Norte deve se estender até o fim do mês de agosto.

Na produção do algodão em pluma Mato Grosso do Sul deve ficar na quinta posição no ranking nacional, atrás de Mato Grosso, Bahia, Goiás e Minas Gerais, segundo a Ampasul.

20 anos de Ampasul

     No mês de  agosto a Ampasul comemorará 20 da sua fundação. A entidade vai brindar as duas décadas com a inauguração de uma sede social com cerca de 4.200 m², incluindo espaço administrativo e um centro de evento multifuncional para até 1.350 pessoas, que será utilizado para palestras, cursos, treinamentos e eventos para o setor agropecuário e comunidade em geral.

     O novo ambiente conta também com amplo e moderno laboratório de classificação de algodão com uma estrutura física e equipamentos de última geração, que atenderá todos os produtores de algodão de Mato Grosso do Sul e estados vizinhos.

Todo o complexo, depois de pronto, custará cerca de R$ 20 milhões.

Nenhum comentário até o momento...


Sindirural - Rua Cuiabá, 217 - Jd. Maria Luizz - Cascavel/PR - Fone (45) 3037-7829