NOTÍCIAS

14/05/2019
Agricultor se transformou em líder rural com ajuda do SENAR-PR


O mundo de Fernando Wasik, de 23 anos, sempre foi o campo. Ele cresceu na propriedade da família na cidade de Rebouças, no Sudeste do Paraná, onde planta grãos – soja, milho e feijão. O jovem nunca considerou outro modo de vida que não fosse trabalhar no meio rural. Frequentou colégio agrícola e se graduou em Agronomia. A formação deu as bases de sua profissão, mas foram os programas do Sistema FAEP/SENAR-PR que permitiram ampliar a visão. Mas que isso, fizeram com que Wasik identificasse em si características de um líder. Tudo isso transformou sua vida.

“Todos esses programas que eu frequentei atualizaram e modernizaram o modo como vejo a atividade rural e fizeram com que nós implantássemos coisas novas na propriedade e mudássemos a gestão”, diz Wasik.

Em 2015, o jovem frequentou o Programa Empreendedor Rural (PER), desenvolvido há 16 anos em uma parceria entre Sistema FAEP/SENAR-PR, Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Paraná (FETAEP) e Sebrae-PR. Na ocasião, Wasik foi treinado a olhar para o negócio da família e a pensar em uma iniciativa que pudesse melhorar a propriedade. Ao longo do programa, desenvolveu um projeto de construção de silos – que foi avaliada como viável, pela banca examinadora do PER.

“Na época, nós não implantamos por uma questão de momento da economia. Mas estamos com ideia de desengavetar o projeto e pôr a ideia em prática”, conta o rapaz. “Mais importante que isso é que o PER nos ensinou a olhar para a propriedade de forma estratégica, com projeto, a tomar as decisões certas”, completa.


Com essa visão mais arrojada, Wasik passou a propor certas modernizações na propriedade. Em alguns casos, encontrou resistência do pai, Luiz Fernando Wasik, de 51 anos, um pouco avesso a mudanças e apegado ao modo como, tradicionalmente, as coisas vinham sendo feitas. Diante do choque de gerações, o filho aposta na argumentação e, principalmente, no exemplo para convencer o pai.“Ele só acredita quando vê o resultado. Aí ele não abre mão. Então, eu tenho que convencê-lo a fazer a experiência”, relata o filho.

Um exemplo disso é quando o jovem manifestou intenção de instalar piloto-automático na plantadeira da propriedade. De início, o pai torceu o nariz, mas, ainda assim, o filho o convenceu a fazer uma curta experiência. Logo nos primeiros dias, os resultados já se mostraram bastante positivos. “Hoje, meu pai já não planta sem piloto-automático”, resume o rapaz.

Liderança

Pai e filho participaram, juntos, do 1º Encontro Regional de Líderes Rurais, promovido pela FAEP entre o fim de março e o início de abril, em nove cidades do Paraná. Ambos estiveram na etapa realizada em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. O programa ampliou a visão dos dois. O pai pôde entender melhor o funcionamento do sistema sindical e reconheceu a importância de toda essa estrutura.

Leia a matéria completa no Boletim Informativo.

fonte;; faep

Nenhum comentário até o momento...


Sindirural - Rua Cuiabá, 217 - Jd. Maria Luizz - Cascavel/PR - Fone (45) 3037-7829